quinta-feira, agosto 17, 2006

 

Alguém me pode explicar?

Canção no dicionário;

do Lat. cantione
s. f.,
canto;
composição poética que se destina geralmente a ser cantada.

Eu também tinha essa noção, uma composição poética, descrição de história, momento, acontecimento, mas depois de ouvir esta canção ( que por sinal vendeu muito no nosso Portugalzinho ) cheguei a conclusão que não, uma canção pode ser um conjunto de palavras ( algumas quase ninguém sabe o seu significado e que dentro do contexto desta canção nem o tem ) mais um bocadinho de publicidade e um empurrão não sei de quem e pronto lá estamos nós na luz da ribalta.



Toranja/Carta

Não falei contigo
com medo que os montes e vales que me achas
caíssem a teus pés...
Acredito e entendo
que a estabilidade lógica
de quem não quer explodir
faça bem ao escudo que és...

Saudade é o ar
que vou sugando e aceitando
como fruto de Verão
nos jardins do teu beijo...
Mas sinto que sabes que sentes também
que num dia maior serás trapézio sem rede
a pairar sobre o mundo
e tudo o que vejo...

É que hoje acordei e lembrei-me
que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua
numa chama minha e tua.

Desconfio que ainda não reparaste
que o teu destino foi inventado
por gira-discos estragados
aos quais te vais moldando...
E todo o teu planeamento estratégico
de sincronização do coração
são leis como paredes e tetos
cujos vidros vais pisando...

Anseio o dia em que acordares
por cima de todos os teus números
raízes quadradas de somas subtraídas
sempre com a mesma solução...
Podias deixar de fazer da vida
um ciclo vicioso
harmonioso do teu gesto mimado
e à palma da tua mão...

É que hoje acordei e lembrei-me
que sou mago feiticeiro
e a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua
Numa chama minha e tua.


Desculpa se te fiz fogo e noite
sem pedir autorização por escrito
ao sindicato dos Deuses...
mas não fui eu que te escolhi.
Desculpa se te usei
como refúgio dos meus sentidos
pedaço de silêncios perdidos
que voltei a encontrar em ti...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro...

...nela te pinto nua
Numa chama minha e tua.

Ainda magoas alguém
O tiro passou-me ao lado
Ainda magoas alguém
Se não te deste a ninguém
magoaste alguém
A mim... passou-me ao lado.


Alguém me pode explicar o que conta esta canção?
De que ela fala?
Que momento da vida nos podemos identificar com ela?
Isto é uma canção ou um conjunto de palavras articuladas acompanhadas de uma musica?


Ajudem-me o Alentejano tá baralhado.


ps: João Gil se por acaso leres o blog gostava de aqui ter a tua opinião.

Comments:
eheheheh... Agora já não é só o alentejano q tá baralhado... :P

Mas eu tb sou suspeita pq não gosto dos Toranja...

Beijoca :)
 
É cáca.Deixa lá amigo tb só ouvimos se quisermos e como não queremos, apagamos.
 
Não é só o Alentejano que está baralhado, o poeta tb deve estar com o tico e o téco em desatino
 
Eu vou tentar explicar:esta música é uma canção de amor ao contrário, o sujeito poético da canção tb está baralhado(cm tu alentejano...), ama muito uma pessoa, mas ela não está para ai virada, ja foram felizes, mas cm tudo na vida, acabou.
é uma musica sobre o ser-se abandonadoeu amo esta musica e plo menos pa mim, isto é o que ela representa, mas é tao "abstrata"k pode kerer dizer outra coisa klk...!
(esta não deve ser a melhor explicação mas dei o meu melhor.)
um bj
diverte-te
vans
 
«As coisas não são como são, mas como a gente as vê.»

(Toranja)

Esse pedido ao Gil foi um pouco descabido, acho que deverias de ter feito o pedido aos próprios Toranja.

http://www.toranjanet.com/
 
Eu gosto muito da música. Fala de um amor a dois mas que por medo não é vivido, pela tal lógica. O que não impede que esse amor não seja sentido com muita saudade e feitiço. Usa as leis da matemática para o explicar. è alguém que só deseja sre amado e tem uma vontade imensa de dizer qe ama embora lhe falte a coragem.
Esta é a forma como ouço esta música como a sinto mas claro que a opinião de um profissional é bem vinda.
Um abraço
 
Não sei porquê, entra no ouvido...
Quanto à letra, nunca pensei nisto...
Bjs
 
Por acaso já me tinha acontecido o mesmo a pensar em canções. Há outra que me baralha que é do João pedro Pais que por mais que eu pense e pense não encontro significado...
 
Alentejano,
isto é assim, o cantor canta bem e embala, a malta agradece e nem liga nenhuma à bola de cristal que vira folha de papel...

Beijocas e não te stresses com estas coisas da música.
 
Eu gosto dessa música. Não vou tentar explicá-la por uma razão:
Trata-se de uma "composição poética" como afirmaste. Diz-me lá quantos poemas é que me consegues explicar? Quantos e quantos poemas (de poetas reconhecidos mundialmente) parecem absurdos?
Poesia é arte e a arte não se explica, sente-se...
Faz-me menos confusão este tipo de música do que aquela que, ouvindo pela 1ª vez, até consegues prever o que vai dizer a seguir.. Faz-me menos confusão do que a música que vende milhões só pk quem a canta mostra o corpinho... mas enfim.. cada um indigna-se com o que quer...
 
yessss.... finalmente alguém com a mesma opinião que a minha!!! Como não percebia patavina do que o gajo cantava ( a sua dicção é péssima), já tinha dado ao trabalho de conhecer a letra...continuei na mesma...
 
Mas será que as canções tem de ter significado??
 
óh alentejano arranjas cada uma que um gajo fica a pensar a pensar e depois funde os fusiveis, então não se está a ver, o tipo foi á caça e como era noite deu um tiro no pé, confundiu os dedos dos pés com orelhas de coelho.
Faz-me lembrar aquela história de um enamorado que tinha sete (7) namoradas e que visitava noites sim noites não mas no final casou com a ultima, não rima mas é verdade.touaqui
 
AS LETRAS NÃO NARRAM,INTERPRETAM-SE
Palavras Fluídas
Em vertentes, Sentidas
Onde as várias Correntes
Desaguam na fusão dos Pensamentos
Conjunto de prismas, como a Vida Num quotidiano de gente Vivida
Em que a realidade... do Abstracto
É a essência, de um poeta Nato...
PERDOA, ALENTEJANO...
poetaeusou
 
Á BETA
BETA OU ALFA ?
Concisa Interpretação
Do absurdo, uma Explicação
De forma muito Correcta
Parabens, "lucida" Beta
poetaeusou
 
nao gosto de toranja
prefiro laranja :)
por isso nao comento

ahhhh, voltei de ferias, podes penetrar-me e comentar meu cantinho ;)

bjokaSsssssssssssssssssssssssssssss
 
A canção é agradável ao ouvido,mas sinseramente ainda não me tinha debruçado sobre a letra,a qual me parece um pouco confusa.

Um abraço amigo alentejano.
Custódio da V.Nova Caparica
 
Eu gosto da musica!!
Não é má
 
Não conheço, mas penso que é melhor do que a tal "eguinha pocotó" que virou hit aqui no Brasil faz alguns anos. Esses "fenômenos musicais" às vezes nos pegam desprevinidos.
Abraços,
 
Esta música a meu ver não conta nada!
Aliás, não se percebe nada do que ele diz...ao vivo então...horrivel!
 
Isso só te pode responder quem escreveu a letra e deve ter significado...acho eu.
Quantas vezes escrevo bacoradas que só eu sei o que significam....
Beijinhos com saudades e abraços
 
melhor que "como o macaco gosta de banana eu gosto de ti" ou ainda "sobe sobe balao sobe" ou ainda "tenho dois amores"
estes são apenas alguns pequenos e inestimáveis exemplos do nosso panorama musical.

SG
 
Cada cabeça sua sentença! Mas... apesar de tudo... aceita-se!

Gandalentejano... bom fim de semana!
 
o q fala nao sei , mas tambem te digo dentro do carro junto ao mar com a chuva a bater no vidro ... se a companhia for boa essa musica faz milagres... tem o ritmo ideal .... eheheheeh
 
Ao poetaeusou19:

É mesmo beta :)
É bom saber que partilhas da minha opinião. Eu não conseguiria dar uma resposta tão poética como a tua.. =)
 
isso de fazer perguntas difíceis a uma velha senil vai ter de acabar...
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?