quarta-feira, fevereiro 01, 2006

 

Casamento de lésbicas adiado

O casal de lésbicas que ontem entregou , em Lisboa, um pedido para que o Estado português celebre o seu casamento vai ter que esperar até amanhã para conhecer a decisão do conservador. Tudo porque o conservador quer tomar uma «decisão ponderada».

As duas mulheres vivem juntas há três anos e acusam o Estado de as discriminar com base na sua orientação sexual. Esta tarde depois de saberem que o conservador só vai decidir amanhã explicaram que são «um casal normal». Teresa sublinhou que o importante é que quer casar com Lena.







Qual a vossa opinião:

A Lei em portugal devia permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo?

Se sim em que condições, podem adoptar crianças ?

Gostava de ver aqui um grande debate.

Comments:
Bem, lá voltamos nós ao mesmo!
Se pensarmos que há crianças que sofrem maus tratos, que são indesejadas, que são violadas, pelos próprios pais...então a adopção por casais homossexuais não deveria ser posta de parte.
Além disso, no caso das lésbicas, nem se põe essa questão, pois as mulheres podem engravidar!
 
O mundo está podre!
... Quando os homens pretendem casar com os homens e as mulheres pretendem casar com as mulheres!

... E qual a opinião do Alentejano?
... Porque não se manifesta?
... É a favor desta podridão?
 
A opinião do alentejano será expressa no fim do debate, para não criar opiniões tendenciosas.
 
Já cá faltava o cão a morder os outros cães...Qualquer dia ele é que é mordido...é lixado ter telhados de vidro!
 
Olha muito seriamente, eu acho que: quer se permita ou não o casamento entre homossexuais, isso não vais fazer com que deixem de haver casais do mesmo sexo a coabitar o mesmo tecto.
Acho que sim, devia ser permitido, mais pela questão de regalias sociais que por outra coisa.
Agora no que diz respeito à adopção de crianças, penso que aí são outros 500, não pelo facto de achar que os referidos casais possam ter mais ou menos condições psico-sociais para educarem as crianças, existem casos e casos, agora o que acho é que a nossa sociedade, não esta preparada para apoiar as crianças cujos pais são do mesmo sexo.
Repara, eu tenho um sobrinho que é mulatinho,(a minha cunhada é mulata) a criança pelo simples facto de ser de cor, já enfrentou o pão que o diabo amassou na pré-primaria, e repara estamos nos em pleno século XXI, e isso acontece, e o pior é que estamos a falar no grande centro da cidade, onde supostamente deveria, quer as criancinhas quer os pais das criancinhas terem "open-mind" suficiente para que isso não acontecesse.
Agora diz-me como vai ficar a cabeça de uma suposta criança que tem dois pais ou duas mães????
Como será o dia a dia dela???
Como será que reagirá essa criança ao ouvir apelidarem os seus pais/mães de "paneleiros" e de "fufas", porque olha que se existe pessoa que defende a liberdade de expressaõ e orientação sexual eu sou uma delas, tenho varios amigos homossexuais e lesbicas, que respeito e admiro até, mas infelizmente é isso que se passa actualmente, na sociedade em que vivimos...
Eu muito sinceramente acho que tudo deve ser feito «passo a passo».
E acho que estamos na altura de dar o passo da autorização de casamentos entre homossexuais...
Daqui a umas décadas talvez quem sabe a mente mesquinha de tantos e tantas portuguesas não evolui um pouco e seremos capazes de garantir um meio feliz de crescimento para as crianças adoptadas por casais do mesmo sexo.
Jinhos ternos


E muitos parabéns pelo teu post, adorei-o.
 
Ora aqui está uma perfeita Perfect Woman!
 
Bem,este é sempre um tema complicado de debate!!
Sinceramante nem eu sei bem de que lado estou.Sou absolutamente a favor dos casais homossexuais,mas daí ao casamento já é uma questão diferente e pelo simples motivo que não concordo que possam adoptar crianças.Não é perconceito(acho),mas eu não iria gostar de ser filha de um casal homossexual.Nunca é a mesma coisa que ter um pai e uma mãe...desculpem-me os homossexuais mas é isto que sinto!

Blog interessante o teu
Beijinhos
 
Já sabem a minha opinião,concordo com a legalização dos casamentos homossexuais.
Quanto ao facto da adopção concordo com a perfect woman, um passo de cada vez.
Os Portugueses são pouco receptivos a grandes mudanças, quem ia passar um mau bocado é quem não se sabe defender...as crianças neste caso.
E por falar em adopção, é um processo que tb têm de ser revisto, porque é necessário muita burocracia no inicio, e depois o acompanhamento pós-adopção é quase nulo.
Supostamente quem adopta, é porque deseja muito um filho, mas infelizmente nem sempre é assim.
bjocas
 
Contra o casamento não tenho nada contra..porque não? Agora a adopção é diferente, não ponho em causa que um homossexual possa ser um excelente pai/mãe. Contudo a nossa sociedade de mente curta não esta preparada para tal !
 
Não sou a favor do casamentos entre homosexuais, tolero! (já não é mau!) Agora dopção, não!

Não arrangem mais problemas às crianças que estão para ser adoptadas...já têm que chegue!

PS. Queem lá ver que agora o "alentejano" pensa ser um "fazedor de opinião"! Qual Marcelo Rebelo de Sousa, Miguel Sousa Tavares...etc.
 
O único problema das crianças que esperam adopção é esperarem uma eternidade até que alguém as queira e a maior parte nunca chega a ter uma família.
 
A perfect woman já disse tudo...
Concordo plenamente...

Jinhus
Ana
 
Bemmmmmm, isto é um bocado excitante.......
 
É a primeira vez que comento o teu blog e logo num assunto polémico, mas tenho que deixar aqui a minha opinião, uma vez que até postei sobre o mesmo assunto.
Eu sou completamente a favor do casamento entre homossexuais, acho que todos temos os mesmos direitos. Os nossos actos sexuais só a nós nos dizem respeito.
A homossexualidade existe, é um facto e não faz sentido nos dias de hoje ainda haver tanto preconceito e falso moralismo.

Quanto à adopção eu também sou a favor, sei que é complicado, mas prefiro ver uma criança com dois pais ou duas mães, do que vê-las a sofrer em orfanatos ( para não falar dos abusos sexuais) ou entregues a progenitores monstruosos.
Integrar essas crianças na sociedade, é mesmo que integrar as feias, as bonitas, as gordas, as muito magras, as deficientes, as de cor, de outra religião e por aí..... o importante é dar o primeiro passo, porque criticas sempre houve e vai haver.....

Beijinho
 
Eu acho que cada um é livre de fazer o que quer da sua vida, por isso se elas querem casar, que o façam, é uma decisão que cabe unicamente a elas.

Em relação à adopção, é um ramo um pouco mais delicado, contudo acho que é preferivel que as crianças sejam adoptadas por homossexuais e terem tudo o que precisam (amor principalmente) do que viverem em lares onde não lhes é dado metade do que precisam, o que pode levar a seguirem por caminhos que os levam ao mundo do crime.
 
Deixemo-nos de hipocrisias e pretensos bons principios e costumes. Quem foi o gajo que disse que os homens eram feitos excusivamente para as mulheres e vice-versa????? Alguém o conhece. Esta sociedade manipuladora e tendenciosa é e sempre foi um autêntico monopólio de ideias que cabem somente aos mais espertos. Quanto à homosexualidade...Eu já estou como o outro, desde que não me calhe a mim, tá tudo bem! Mas também vos digo, se tivesse essa tendência assumiria e apoio clraramente quem a tem, porque penso que essa tendência é seguramente genética e não fruto de um qualquer capricho... senão não ve~´iamos tanto sofrimento.
Agora, mulheres em especial, qual é o vosso maior desejo quando gostam de alguém?????? Casar... mais palavras para quê!?
Quanto à adopção, meus queridos, deixemos o que parece bem ou mal, é preferível isso à falta de amor, carinho, protecção, acompanhamento, muitas vezes fome, e todas essas situações pelas quais todas essas crianças à espera de um lar passam. Já bem basta as burocracias de todo o processo de adopção!!!!!
 
Bem,vamos lá pensar um bocadinho.
DEUS,quando criou o Homen e a Mulher,foi para procriarem entre si,desculpem mas eu não vou nessa.
arranhem-se,e esfolem-se,mas longe da minha vista, não tolero, acho um espectéculo muito triste duas pessoas dos mesmo sexo aos beijos,como eu já assiti numa pastelaria,não gostei de ver.
Ainda por cima foi de uma exibição que só visto.
acho que eles estavam muito felizes a provocar todas as pessoas que ali estavam, desculpem,mas não tenho pachorra.
 
Queroia só deixar umas questões que me fazem muita confusão:
1- Jõao e Gabriel são irmãos, não pretendem ter qualquer outro companheiro, para construir uma vida a dois. Pois eles, juntos, moram na mesma casa e pretendem viver só os dois até que a morte os separe. Não têm qualquer tipo de relação sexual.Pergunta: Poderão eles casar?
Ou terão que ter relações sexuais(mesmo contra a sua vontade) para casar? Estará sociedade a marginalizalos, só por serem irmãos?

2- Joana é bisexual, é um direito seu, pode ela casar, sabendo que um dos princípios do casamento é a fifdelidade? Ou terá que renunciar ao seu direito de ser bisexual para casar? Ou então deturpar o casamento? Terá um heterosexual, por ventura mais direitos que um bisexual?

3- Inácio, é uma criança de dois anos, orfão, mas sente a necessidade de ter uma família, um casal homosexual pretende adopta-lo? devemos discutir neste caso os direitos dos homosexuais, ou os direitos das crianças?

Muitas mais, perguntas tinha, gostava que me esclarecessem.
Só mais uma:
Antes de se permitir o casamentos entre pessoas, e note-se pessoas, do mesmo sexo, não deviamos primeiro mudar o conceito de casamento?
 
eu acho q deviam poder casar. não faz sentido nenhum nao o poderem fazer. quer dizer: para pagarem os impostos são cidadãos mas para casarem já não têm os mesmos direitos que os outros porquê? E já há muitos países da União Europeia que legalizaram o casamento. Portugal que faz parte da UE... Acho que estao mais uma vez a por a culpa na maldita tradição do casamento (entre heteros) e da família. Portugal e a tradição...!
E também acho que o Estado descrimina os homos e consequentemente, isto reflete-se no povo. Os exemplos têm de vir de cima...
Em relação à adopção creio que deveriam poder adoptar tal como os heteros. E como disse a 'menina do blog' no caso das mulheres elas até podem engravidar...
Enfim muita coisa fica por dizer...
 
Ah mas claro que se por acaso algum dia a adopção para casais homossexuais for legalizada, estes nunca vão conseguir adoptar nenhuma criança. Os casais hetero esperam anos e anos para conseguirem... imaginem os homo... Porque mesmo que fosse legalizado há sempre alguém no meio do sistema que é contra e que dificultará a realização do processo!
 
Agradeço todas as opiniões manifestadas neste " debate "

Eu não sou a favor nem contra , é daquelas leis se for mudada não me aquece nem arrefece...

Adopção de crianças , nisso sou contra pois penso ninguem deve impor a uma criança uma familia homosexual, por muito carinho e amor que essa familia lhe possa dar é uma familia contra natura.

Uma criança adotada deve se sentir muita mais inserida na sociedade se chegar à escola e comentar com os amigos , " a minha mãe hoje está zangada com o meu pai, ele ontem bebeu demias e chegou tarde a casa , mas amanhã já estão amigos de novo, o meu pai pede-lhe uns beijos apalpa-lhe o rabinho e faz uma festinha nas mamas e fica bem de novo " do que ter que dizer " os meus pais são uns que queridos andam sempre a dar me miminhos até fazem a barba á pressa só para estarem comigo , é lindo de ver eles aos beijinhos a puxarem o bigode um do outro , ainda no outro dia acordei de noite espreitei no quarto e lá estavam eles a namorar..tão queridos um a meter a pilinha no cu do outro."
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?