quarta-feira, Janeiro 04, 2006

 

Minetes...

No Independente por Ana Anes
Sete anos de mau sexo.



Os Homens e os minetes

“ Escrevo está crónica em plena quadra natalícia, numa altura em que os homens, coitados, na sua pequenez de vista, acham que nós queremos receber jóias, um casaquito do Cavali, um fim-de-semana numa linda pousada, um microondas para enfiarmos a cabeça lá dentro, etc, etc .
Nem estão enganados os pobres. Mas o que nós queríamos mesmo era homens que soubessem fazer um minete “comme il flaut”. Eu explico. Estas almas penadas vieram ao mundo com um gene que lhes meteu na cabeça que fazer um bom minete é um dado adquirido. Pois vai uma notícia: não é ! E o mais giro é que, perguntando aos desgraçados dos meus amigos, “Ex” e afins (o leque é grande e a probabilidade de acertar quase igual à da EuroSondagem), todos acham que fazem “o” minete.
Extraordinário!
Mas alguém se lembrou de às respectivas ?
Não.E todos continuam convencidos de que são os maiores nesta lide particular.
Burros! Ora, da mesma forma que nós grandes falsas – esperneamos, dizemos “aaahhh! sssimm hhuuuummm!! “ e nos mexemos “à canal 18” para fingir um orgasmo durante o acto, o mesmo nos estão a meter a cara entre as pernas. Assumindo uma posição tipo “dra Ruth” – é o que chama, no gozo a minha editora-, arrisco dizer que 80 por cento dos homens fazem minetes como os São Bernardo lambem as vitimas perdidas na neve, Lambem, lambem… sem saber porquê e onde. E nós fazemos o nosso papel, para os pobre coitados não ficarem cheios de complexos (de vez em quando, algumas ganham coragem e dizem “querido, não te importas de fazer assim ou assado?” , mas ainda é raro).
Depois, há cerca de dez por cento que têm jeito prà coisa : um potencial elevado para um “minete colibri” – Bate as asinhas e “truca”, acerta no alvo sem grandes lambidelas ou aparato. E, finalmente, vêm os abençoados, que já foram como os anteriores mas entretanto leram livros das especialidade e fazem os “minetes de oiro”- coisa rara nos dias que correm .
Mais uma vez os caracteres lixam-me a prosa não as ideias. Mas não é por isso que ficam os senhores leitores sem uma ideia para uma prenda jeitosa para o Natal, daquelas que , uma vez aprendida, é só dar.


Querida Ana Anes , a culpa é toda das mulheres , como disseste e muito bem , vocês fingem, esperneiam e mexem-se à canal 18 e depois dizem querido essa língua faz milagres. Porquê?? Para não deixar o homem com complexos??? Essa é boa ,
depois de uma bela lambidela ( para o homem ) ele quer lá saber se ela ta a fingir ou não , não gostou azar , para ele foi bom.
E já agora por falar em minete , tu tens boca de quem faz um belo broche eu prometo que não finjo e se não gostar digo.

Comments:
Sim, sim, sim...a culpa é das mulheres!
 
Concordo contigo pá.
 
Muitas mulheres não conhecem o proprio corpo,portanto nem sequer sabem o que lhes dá prazer, e vão fingindo orgasmos que não sentem, para não ferir o parceiro...o que na minha opinião esta errado.
o sexo é uma constante aprendizagem...A DOIS !!!
 
ai Maria João não keres aprender nada comigo ?
 
Tou a visitar-te pela primeira vez e gostei do blog em geral e deste post em particular :)
 
Qual moagar o parceiro? Qual quê?!
Quando chega a vez dele, ele tambem não pensa se nos irá magoar ou não... e sai-se com a jah famosa frase, "Deve ser trabalho, tenho andado muito cansado?!!"
 
Cuidade Alentejano que foste visitado por um "penetrador"!!!
 
Penetradores, fans a desatinar...
Ohh Alentejano como é que é?! Pelo menos já encontraste o caminho para casa?
Aquilo não se faz aos gatinhos!
 
Lamentavelmente e segundo a estatistica o texto escrito está correcto...
mas sem dúvida q as mulheres tem a sua quota percentagem de culpa... Meninas, os homens são como certos animais aprendem aquilo e por ali se ficam... só nós os podemos mudar, ensinem, mandem, exijam, eles aprendem rápido!!! lol

(Achas q foi um convite quanto à dieta?? hum.... nos minetes um alentejano tb deve ser interessante dura dura dura....)

beijinho ;)
 
Pois....não há dúvida que para se fazer um bom minete, há que estudar...a anatomia da mulher e saber os limites da sua própria língua...
Quanto ao facto da lady, dizer que foi bom sem o ser, azar do kuaralho...aprenda a dizer o que sente com o parceiro ou como opção vá procurar uma língua mais abençoada.
Não esquecer que por vezes as ladys dizem que foi tudo muito bom, não é propriamente para não magoar o parceiro....é sim porque não têm a capacidade de gozar quando fazem sexo..seja com O Jaquim, com o Tonho ou com o Manel...pura e simplesmente não conseguem gozar...
E muito mais se poderia dizer se não tivesse de entrar ás 16 horas..
Fazer Minete é bom....mas Trombar não deixa de ter a sua beleza....sem falar do Chafurdar que além de divertido ajuda na higiene intima...
Do Viking.
 
Duas coisas que a Ana Anes deveria ter em conta:
1) - Não se deve confundir um mineteiro com um brochista-de-conas, conforme já explicava o grande João Céser Monteiro (ele próprio, ao que consta, um exímio praticante desta arte), dado que o minete é uma actividade sexual nobre.
2) - É verdade que há por aí muito trombeiro que não sabe o que anda a fazer (os tais tipo cão são bernardo a lamber a vítima), mas o inverso também é verdadeiro, isto é: há muita menina que pensa que fazer bóbó é apenas metê-lo na boca e chupar. E não é.
Assim, sugiro à jovem e prestimosa Ana que escreva de seguida um texto sobre «as mulheres e os broches», explicando quer chupar o nabo não é a mesma coisa que comer um gelado de morango. Por mim, posso mesmo dar-lhe algumas lições...
 
Isto dos homens não me dão prazer deve estar prestes a descambar no as mulheres é que me compreendem...
 
Isto dos homens não me dão prazer deve estar prestes a descambar no as mulheres é que me compreendem...
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?